06/12/2017 RESPONSABILIDADE SOCIO-CIENTÍFICA – PARCERIA EDEM E UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO- USP

O PROJETO FOSFATO BODOQUENA, da EDEM Agrominerais, em Bonito – MS, recebeu no mês de maio deste ano, a  visita do  Dr.   Paulo César Boggiani, pesquisador e professor do Instituto de Geociências da USP, o qual desenvolve há vários anos projetos de pesquisa científica em torno do Grupo Corumbá, hospedeiro de importantes ocorrências de fosforito sedimentar.

Muito  ligado  à  região,  o  Prof.   Boggiani  contribui  de  forma  expressiva  na  construção  do  conhecimento  sobre  a  geologia da Serra da Bodoquena através de várias teses de mestrado e doutorado, desenvolvidas sob sua orientação. Além disso promoveu um  trabalho pioneiro na formação e treinamento de guias de turismo e monitores ambientais para a consolidação de um ecoturismo nacionalmente conhecido. Foi idealizador do GEOPARK da Bodoquena – Pantanal no MS, tendo participado de forma ativa no processo de sua criação.

Na visita à jazida de fosforito da Fazenda Ressaca, com pesquisas em andamento pela empresa EDEM, já licenciada ambientalmente e com Guia de Utilização, o Prof. Boggiani se fez  acompanhar  de  comitiva  de  18  pessoas,  sendo  três  professores  da  USP  e  de  universidades estrangeiras e estudantes de graduação e  pós-graduação. Os geólogos da EDEM, apresentaram as trincheiras já executadas que expõem de forma didática as  mineralizações  fosforíticas.   Sendo  importante  salientar  que  a  descoberta  da  jazida  da  Ressaca  é de autoria do Prof. Boggiani, fruto de suas pesquisas na região da Bodoquena.

Para o Prof. Boggiani a importância destas jazidas transcende os benefícios socioeconômicos de sua explotação, pois a comunidade científica tem grande interesse nas mesmas devido ao potencial paleontológico pela expectativa de  se encontrar  fósseis  dos  animais  mais antigos da Terra. O avanço da lavra possibilita novas exposições com chance de novas descobertas paleontológicas. Existem exemplos bem-sucedidos de parcerias entre mineradoras e instituições de pesquisa neste sentido. O melhor exemplo é  o da mineração de calcário em Corumbá, MS, que ensejou a descoberta de novo fóssil – batizado de Corumbella – a bela de Corumbá. A lavra da rocha fosfática na Ressaca poderá se tornar, ao final, um importante geossítio para atividades de Geoturismo nesta região.

 

Algumas fotos da visita: